Lago de Carpas

Vermelho e  branco
Laranja e negro
se fundem ao espelho
em lenta dança
de barbatanas e guelras
de um sonho desfeito
no meu Lago de Carpas


Игорь




Comentários

mara* disse…
no fluir e o refluir das águas
de vivas cores
entre arrepios de desejo
assiste no espelho de imagens trêmulas
o rebolado do vai e vem
da fêmea possessa
lábios rubros em carne viva
olhos verde-fúria
a beliscar pétalas de cerejeira
Игорь disse…
Encadeados quase Haikais ...

Deveria criar um blogue de poesia Mara !

um beijo :)
mara* disse…
Já tive. Não tem mais sentido.

Beijo ;)
Michelle Buss disse…
Que lindo poema! Adorei a plasticidade dos versos... um verdadeira quadro!
Игорь disse…
Foi quase um quadro que vi. Um momento muito breve. Obrigado.

um beijo.